sexta-feira, 13 de abril de 2018

A mais dourada



Dourados teus olhos,
Douradas tuas mãos,
Dourados os teus sonhos
Que mudos dormitam.

Se te apeteces de mim,

Meu sabor por ti cresce;
Se te rires comigo,
Teu sol te aquiesce.

Dourada, que te desperte

Teus sonhos, que te toque.
Ainda nessa vida sintas
A beleza das cores vivas.

O desejo seja leveza,

O coração seja puro,
A música constelações
E o realismo socialista.

A dureza seja ternura,

Tuas lutas mais força,
Que teu amores, perfume,
Cheiro doce de tua florata.

Dourada amada do seu,

Amada dos raios seus,
Amada de toda vida,
Querida, sempre, no meu seio.

Querida, sempre, no meio seio.


BN 1782-2293
© Wagner Ortiz